Pega mal também sua omissão com relação ao incêndio que consome o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros desde a semana passada.

Ignorando a tragédia ambiental em um dos parques mais importantes do Estado, o tucano foi cobrado pela atriz e modelo Yasmin Brunet, que utilizou o Instagram para pedir providências a Marconi para que o fogo seja controlado.

“Qual sua providência em relação ao incêndio que está acabando com todo o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros? Por favor, senhor governador, mande reforços! Precisamos de bombeiros!

Precisamos apagar esse fogo e resgate aos animais que, muitos, aliás, já estavam em extinção antes desse fogo queimar mais de 40.000 hectares”, escreveu Yasmin.

A cobrança motivou até uma resposta do governador, que, no tweet, vestiu a carapuça. “Não estamos desatentos diante do grave problema dos focos de incêndio que atingem a Chapada dos Veadeiros”, escreveu Marconi, “uma semana” depois do início do fogo.

MídiasSociais

 

Veja a programação 

 

 

    Matrículas Abertas 

 

 

 



 

Potencialidades de Goiás – Politica – publicado em 24 de outubro de 2017

 

Com ausência de estrutura para resolver problemas rudimentares, Marconi viaja para Espanha para divulgar potencialidades do estado.

Mesmo diante de uma crise no estado de Goiás rogando por segurança pública e até abastecimento de água, é notável que Marconi Perillo não tem se preocupado muito em administrar e trazer solução para o povo goiano.

Nos próximos dias, fará mais uma de suas viagens internacionais, estas que nunca trouxeram resultado algum exceto as grandes despesas para o erário. Dessa vez, o destino é a Espanha, ao custo de R$ 36 mil, apenas para Perillo, sem contar o batalhão de assessores que sempre o acompanha.

Com vocação explicita para guia turístico ao invés de governador, Marconi já esteve em outros cinco países somente neste ano. Ao todo, já se gastou R$ 106,4 mil dos cofres públicos apenas para sair por aí fazendo palestras que, segundo ele próprio, é importante para divulgar as “potencialidades” do Estado. 

A propaganda enganosa de sua “brilhante” administração, e a ausência de ações importantes e necessárias no estado está deixando o povo goiano cada vez mais descrente de suas intenções estadistas.